sexta-feira, 4 de novembro de 2016

A VIDA: UM FIO

Autor: A S S I Z   D E   A N D R A D E  |

Envie uma mensagem para RevistaPrimeiroCapitulo@gmail.com
e receba a publicação gratuitamente!
A vida é por um fio.
E os fatos nunca o enganaram.
Eu não estou falando dos sonhos que você usa como miragem para o fazer seguir adiante, hipnotizado por uma ilusão. Eu não estou falando do amor que você reserva somente para o ser que melhor se ajustar às suas expectativas mal pagas e um dia ainda fazer você sufocar e morrer de frustração. Eu não estou falando dos livros que você consome em vez de interpretá-lo, sempre atolado na mesma perspectiva.
Não é nada disso, seu idiota!
A vida é um fio.
E a realidade nunca tentou o convencer do contrário.
Não vamos falar dos retratos que você olha para alimentar sua imaginação, depois se coloca como ponto principal da imagem, mas fica frustrado por nunca ter sido capaz de criar um momento igual. Não vamos falar dos relatos que você ouve e, de pronto, acredita poder, também, um dia, estar narrando um fato interessante sobre a sua vida. Não vamos falar do abstrato no qual você insiste em tentar vestir sua rotina. Tão clara, tão óbvia, tão métrica e metódica.
Não vai brotar nada mágico dali.
A vida é fio.
E nossos sentidos sempre estiveram ligados.
Esqueça um pouco os sentimentos e concentre-se na realidade. A superficialidade dos atos guarda seus encantos, todos tão palpáveis, e é capaz de concretas transformações. Esqueça, então, as palavras alheias que alimentam seus diálogos. Esqueça, também, as lembranças, elas não vão fazer você recriar o passado.
A vida é. E quando deixar de ser você nem vai saber.
Não restará reminiscência. A não ser que defina cada instante como última chance de ser o que bem quer. Não restarão renúncias, pois não mais restarão possibilidades. Não restarão cuidados baseados nos riscos que outros insistem em correr.
Acorda! Há vida!
Somente agora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário